Manter o pet ativo e longe do sedentarismo é questão de saúde!

A prática de atividade física é uma necessidade para manter o físico e psicológico saudável, isso é necessário e importante para humanos e animais. Por natureza cães são animais ativos, brincalhões, e nem um pouco sedentários. E sedentarismo resulta em diversos problemas de saúde, tanto para humanos, como para cães.

border-collie-674147_1920

Em média nossos cães ficam de 6 (seis) a 8 (oito) horas sozinhos em casa, devido a nossa rotina diária de trabalhos e estudos. Temos a consciência que na maioria das vezes nossos bichinhos são preguiçosos, no máximo eles saem da caminha para o sofá da sala e continuam deitados, levantam algumas vezes para ir ao pote da ração. O pouco esforço realizado pelo animal, faz com que ele se enquadre como sedentário e, como mencionado anteriormente, essa condição acarreta em diversos problemas de saúde aos animais.

Não podemos e nem devemos considerar que ter um quintal resulte em animal saudável, estimular os cães depende muito de seus donos.

Pensando nisso, a Dra. Fernanda Lunardi Del Claro, Médica Veterinária da Petitos, apresenta algumas dicas de como diagnosticar e resolver o problema de sedentarismo dos cães:

Como diagnosticar que o cãozinho está sedentário?

O animal é ativo e gosta de se exercitar, brincar, isso é natural para eles, mas na maioria das vezes o animal se adequa a rotina do dono, e se torna um animal sedentário. Aos donos dos animais é importante observar se eles ficam somente deitados, só dormem e estão acima do peso, isso já é sinal de animal sedentário. “Ressalto que é muito importante que o dono do animal compartilhe as informações com o médico veterinário, pois ele dará um diagnóstico completo”, explica a veterinária.

Sedentarismo traz riscos para a saúde do animal

A obesidade é um risco para a vida do animal, um animal obeso consequentemente adquiri várias outras doenças como cardiopatias, artrites, diabetes, dificuldades respiratórias, entre outros, que podem levar o animal até óbito.

Cuidado com a oferta excessiva de ração

Existem muitos casos de donos de animais que saem de casa para trabalhar e deixam o pote de ração transbordando, com isso, o animal consome tudo em excesso, e não queima as calorias adquiridas. É importante ter orientações do médico veterinário de o quanto deverá oferecer de ração ao animal ao longo do dia, e também ficar atento as recomendações diárias de consumo que constam nas embalagens dos produtos.

Os animais podem acompanhar os donos durante a prática de atividade física

Segundo a veterinária, o animal pode e deve acompanhar o dono durante essas atividades, isso é até importante, pois possibilita a troca de carinhos e sintonia entre dono e animal. Assim como acontece com o ser humano, a atividade física para os animais deve acontecer de forma gradual, inicie o processo com caminhadas logo no início da manhã, ou no final da tarde, onde o dia está mais fresco e não corre o risco de queimar as patinhas do cãozinho. Brincar com eles, como jogar a bola e eles pegarem, também é uma ótima opção para eles se exercitarem.

Durante a prática de atividade física, atenção aos limites do animal

Assim como os humanos, é importante não ultrapassar os limites do corpo. Se o animal ficar muito ofegante, diminua o ritmo e procure um lugar mais sombreado. Ofereça um pouco de água fresca.

cheerful-676762_1920

Sem comentários ainda

Comments are closed

Siga-nos nas redes sociais e faça parte da nossa comunidade!